JB ANTIRRADIAÇÕES Ciência e Tecnologia Gerando Saúde!

               

 

QUANDO O ASSUNTO É INOVAÇÃO E SERVIÇOS,

QUE TORNAM SUA VIDA MELHOR,  A

       DROGARIA MINAS-BRASIL      

CHEGA SEMPRE NA FRENTE!

    .....O Corpo Humano produz Energia Elétrica (Impulsos Elétricos)?

Porque é que absorvem a radiação? 

O corpo humano, composto de íons, minerais e água, é um condutor de energia elétrica forte e é uma estrutura de antena muito eficaz. As funções e as respostas do corpo humano são controladas por pulsos eletromagnéticos fracos do cérebro. Bilhões de impulsos elétricos regulam a atividade de cada célula viva, afetando o corpo bem-estar e sua capacidade de curar a si mesmo.

Por que os campos electromagnéticos prejudicar o corpo?

O corpo humano saudável ressoa com o campo magnético da Terra em pouco menos de 10 Hz. Estudos científicos têm demonstrado que as freqüências acima da faixa que o corpo opera pode criar estresse biológico sério. (As freqüências extremamente baixas (60 Hz). E faixas superiores de radiofrequências e microondas).    

Campos eletromagnéticos (CEM) tem uma energia caótica e freqüência diferente do CEM natural e pode interromper ou distorcer os padrões de energia orgânica. É precisamente esta capacidade de distorcer os padrões de energia humana que causa a CEM artificial a ser perigosos. O corpo funciona como um sistema eletromagnético e ressoa com estes campos prejudicial. Energia eletromagnética afeta as polaridades em nosso corpo sutil e provoca mudanças em nosso nível de saúde e bem-estar em níveis energéticos sutis, assim como físicos.

Por que algumas pessoas mais afetadas do que outras?

Você também pode perceber que alguns indivíduos são melhores do que outros condutores - um indivíduo fará com que mais de um amortecimento da freqüência bleep do que outro. Isto porque, não só a resistência elétrica da pele e superfície teor de umidade da pele variam de pessoa para pessoa, mas também porque o corpo tem uma capacitância elétrica, que varia. Ou seja, o corpo armazena os elétrons que compõem o fluxo de eletricidade.

O que é seguro?

    Para manter a saúde, a qualidade da corrente elétrica deve ser igual ao corpo de modo que a energia ressoa com o corpo e é biodisponível. Quando estas partículas carregadas são re-padronizado para ser ordenado e polarizado ao invés de forma aleatória e caótica, eles não são mais prejudiciais. Quando este "efeito de campo de polarização coerente", ocorre no campo EMF é re-padronizado e os maus efeitos das partículas de ofender são eliminados.
     
Será que o campo eletromagnético precisam ser eliminadas?

 
    Não. Esta ordenação e  polarização das partículas elimina o efeito tóxico do campo eletromagnético, sem ter que eliminar o próprio campo.

Por que os campos electromagnéticos causar efeitos nocivos no organismo?

 William Stanford Tiller explica que os efeitos nocivos são causados ​​pelas partículas eletrostaticamente carregadas (fótons e elétrons do campo eletromagnético incoerente) que passam através de nossos corpos. Estas partículas são não polarizados, e seu comportamento é caótico e desordenado à medida que passam através de nossas células. A natureza caótica dessas partículas perturba o nosso campo energético natural, resultando em danos aos tecidos do corpo.

O nosso campo Bioelétrico ou Bioenergético quando influênciado pelas Radiações Eletromagnéticas, Hartmann e Curry e Geopatogênica entramos numa ressonância, ou seja, sofremos distúrbios que causam diversos danos a nossa saúde psicológica e física.


http://www.safespaceprotection.com/

Quando pensamos sobre a doença ambiental, normalmente pensamos sobre sensibilidade química múltipla (MCS), Síndrome de Fadiga Crónica (SFC) ou fibromialgia.     Não muito é dito sobre Sensibilidade Elétrica (ES), que tem sido em torno de pelo menos enquanto essas outras condições e é uma parte integrante das exposições ambientais que estão fazendo as pessoas doentes. ES é causada pela exposição a campos eletromagnéticos (CEM), que são ondas de energia gerada por todas as fontes de energia elétrica.  São todos os tipos de equipamentos domésticos e de escritório comuns, tais como fornos de microondas e telas de computadores, bem como sistemas de transmissão de energia elétrica (linhas de energia em postes), telefones celulares e mastros e até mesmo a fiação elétrica da casa.  Atualmente CEM estão sendo associada não só com a sensibilidade elétrica, mas também distúrbios do sistema imunológico, câncer, depressão, suicídio, aborto, doença de Alzheimer e defeitos de nascimento

Computadores

 Monitores convencionais geram altos níveis de CEM e causaram uma série de problemas de saúde.     As novas telas LCD gerar uma quantidade muito menor de radiação e são muito mais seguros, mas ainda é aconselhável tentar sentar a uma distância de 2-3 metros.     Uma opção é um computador portátil, que vem com uma tela de LCD, mas você não quer ficar muito perto dele por causa da caixa, que contém o teclado, é uma fonte de CEM.     Para usar um laptop, obter um teclado externo e mouse para que você possa manter uma distância segura do laptop.   
Telefones
Os telefones celulares têm um alto grau de radiação e só deve ser usado para emergências de preferência com um fone de ouvido. Telefones sem fio também usam radiação, para evitar estes sempre que possível ou no uso mínimo uma com uma freqüência de 900 Mhz em vez do novo 2.4Ghz e superior, e usar um fone de ouvido ou viva-voz.    Use um telefone com fio comum, sempre que possível, os mais antigos telefones contendo a menor quantidade de circuitos. Para ser realmente seguro, você pode comprar um telefone EMF Baixa de menos EMF www.lessemf.com ou 1-888-LESS-EMF.  Televisões 
 TVs padrão gerar um monte de campos eletromagnéticos, mas a maioria das pessoas, com a Espanha pode tolerar estes sentando-se como mais para trás possível.  Os novos televisores padrão deve ser usado com cautela, pois eles contêm grande quantidade de plásticos, retardadores de chama e outros produtos químicos perigosos. Os novos televisores LCD emitem CEMs muito pouco e há muito menos material utilizado na sua construção.     Iluminação
   Não use qualquer lâmpadas fluorescentes ou de halogéneo, por causa dos CEM fortes, cintilantes e componentes que outgas. Evite lâmpadas com tampas de plástico do tipo, porque estes outgas vontade como a lâmpada aquece.     Outros aparelhos 
  Fornos de microondas, secadores de cabelo, aspiradores de pó e cobertores elétricos estão entre os piores, porque eles são usados ​​com freqüência e de perto. (Less EMF also sells a low EMF hairdryer). (Menos EMF também vende um secador de cabelo EMF baixo).      Aparelhos pessoais como escovas de dentes elétricas e aparelhos de barbear sem fio são fontes de radiação e não são recomendados.   Não pense que todos os aparelhos são seguros.    Como você se afastar desses aparelhos, os CEM vai enfraquecer consideravelmente, fazendo com que muitos aparelhos de segurança a uma distância de 3 metros.  Sugestões quarto 
  CEM passar através de paredes, de modo a verificar o que está do outro lado de sua cama.  Poderia ser uma escova de dentes elétrica sem corda, ou um aparelho de televisão, ou a fiação elétrica na própria parede irradiando CEM em seu quarto.     Para ser seguro, use um medidor gauss para medir CEM perto de seu travesseiro. Se a medida é muito alta, considere mover sua cama para o outro lado da sala. 
  Eliminar fios correndo debaixo de sua cama.   Mova todos os aparelhos elétricos fora de sua mesa de cabeceira e no chão como estes são muito perto de sua cabeça para o conforto. 
  Certifique-se de que outros itens elétricos como purificadores de ar, aquecedores e sistemas de som estão a uma distância segura de sua cama.


Eletro-sensibilidade

    Ao longo da última década, houve um drástico aumento das tecnologias das comunicações. Esse aumento em sua infra-estrutura, principalmente nas antenas de celulares, redes sem fios, satélites etc, transporta radiação para o mundo inteiro em cada segundo do dia. É a eletro-radiação magnética de saturação. Mas nem todas as pessoas suportam essas radiações e apresentam sintomas de uma doença do mundo moderno: a eletro-sensibilidade. 
    O que é?

    Eletro-sensibilidade é uma doença que apresenta sintomas em pessoas eletro-sensíveis para uma determinada fonte de eletricidade, por exemplo, celulares, computadores ou até mesmo um equipamento elétrico de pequeno porte. Quer dizer, são pessoas que têm alergia a campos magnéticos fortes. Os sintomas são diversos e podem incluir problemas de pele, dores de cabeça, fadiga, desmaio, a sensibilidade à luz, problemas cardíacos e muito mais. Eletro-sensibilidade é um nome dado para as pessoas que são severamente afetadas a esses tipos de aparelhos.

    Cada indivíduo reage de uma diferente à doença, com os seus próprios sintomas e de fontes de energia elétrica que desencadeiam a eles. Essa singularidade torna difícil para a classe médica compreender e aceitar a doença. Embora muito real, a maioria dos países não reconhece o problema oficialmente como uma deficiência.

    Sintomas 

    Os sintomas podem variar de leve efeitos, como cefaléia, erupções, leve dor de cabeça, cansaço inexplicável, tonturas, pesadelos, baixa concentração, perda de memória e mudanças comportamentais. Mas apresenta efeitos muito mais graves, como queimação na pele, fadiga crônica, problemas cardíacos e desmaios. Cada doente é diferente e reage de forma única, com os seus próprios sintomas.


    Muito mais do que sintomas físicos

    Sofrem os efeitos, particularmente, aqueles que são hiper-sensíveis. Os problemas não são apenas os sintomas físicos. Muitos se tornam socialmente excluídos e são forçados a desistir ou mudar de emprego - para proteger-se dos bombardeamentos da poluição eletromagnética do mundo moderno. Depressão, dificuldades financeiras e falta de crença e apoio dos amigos, colegas, médicos e até por vezes familiar, são problemas que muitos doentes têm de lidar.

    Diagnóstico e tratamento

    Dada a grande variedade dos sintomas e causas, a eletro-sensibilidade é extremamente difícil de tratar. As razões para a doença ainda não são conhecidas e os cientistas têm geralmente grande dificuldade em obter os financiamentos de que necessitam para realizar pesquisas. Por isso, os pacientes têm níveis variados de sucesso com o tratamento.

    O futuro 

    Os governos, médicos e cientistas não podem ignorar os efeitos adversos sobre a eletro-sensibilidade por muito mais tempo. Como o número de pessoas afetadas cresce, ela deixa de ser diagnosticada como problema psicológico. A mídia de todo o mundo está informando e alertando sobre os perigos que todos nós enfrentamos no mundo moderno. Aos poucos, as pessoas começam a descobrir e a aceitar essa doença. 

    O reconhecimento poderá alimentar processos legais por sofredores que alegam que as antenas de telefones celulares lhes causaram mal. Na Suécia, as pessoas alérgicas à energia elétrica já recebem ajuda financeira do governo para reduzir a exposição em suas casas e locais de trabalho, informa o The Sunday Times. Fios especiais são instalados nas casas dos sofredores, e fogões elétricos são substituídos por outros a gás. Paredes, telhados, pisos e janelas podem ser cobertos por uma fina folha de alumínio para isolar os campo magnético - a área de energia que se forma ao redor de todo condutor elétrico.

www.electrosensitivity.org

Eletrosensibilidade é o nome dado às condições que causam em cada um de nós, a perda de bem-estar provocada pela poluição electromagnética.  Nós sabemos que qualquer fio elétrico ligado à corrente, se fôr tocado produz um choque, mas se o fio estiver isolado, não apanhamos choque e não representa perigo.  Na verdade, qualquer fio ligado a uma rede eletrica, produz um campo electromagnético no nosso corpo, usando o mesmo principio do wireless ( sem fios ), e cada pessoa reage de modo diferente aos efeitos desta eletricidade induzida.  Todos somos sensíveis a estes campos elétricos duma forma ou de outra,  mas a pergunta fica….Quanto sou eu?   Embora possam ser feitas medidas com aparelhos sofisticados, podemos fazer um simples teste da nossa sensibilidade,  para saber da nossa propensão para ser afetado.

Veja se eventualmente sente qualquer dos sintomas que se seguem: Durante longas viagens de carro sente-se letárgico, cansado, com dores de cabeça ou migraine – Depois de longos periodos do uso de telemóvel ou telefone portátil em casa, sente dores de ouvido, ardôr  ou dores de cabeça – Quando acorda, sente-se como não tivesse dormido bem – Sofre regularmente  de insónia, dores de cabeça, depressão, irritabilidade, comichão na pele, náusea, tinitus ou apitos no ouvido?. Se não tem qualquer destes sintomas, sinta-se muito feliz por estar de esplêndida saúde. Se tem alguns destes sintomas, deveria procurar mais informações sobre os efeitos nocivos do ElectroSmog,  mas se tem bastantes destes sintomas, a sua saúde está em perigo, e deveria dar-lhe atenção imediata. 

Saiba mais pelo:    http://www.bioelectrichealth.org/voltage.htm

Os sintomas duma electrosensibilidade alta podem manifestar-se por problemas: FÍSICOS - Dificuldades com o sono, Acordar de noite varias vezes; Agitação; Sentir que não se  descançou bem; Cansaço anormal, Fraqueza; Tremores ou Tonturas; Dores de Cabeça por vezes fortes ou severas; Pele sêca ou com comichões, irritações escamas ou sensações de bichos a andar pela pele; Arritmias na pulsação, Subidas de tensão;  Dificuldades de visão, irritação e vontade de coçar os olhos;  Dores nas articulações, ossos, nos braços ou nas pernas, Caìmbras nos braços ou pernas.   COGNITIVOS - Perdas temporárias de memória ; Faltas de concentração ; Dificuldades de aprender coisas novas.  EMOCIONAIS - Alterarações de comportamento ; Depressão ; Mudanças de humor.

  QUE TIPO DE PROBLEMAS PODEM CAUSAR ESTES CAMPOS?  - O sistema nervoso humano, trabalha com impulsos elétricos de muito baixa voltagem, e por isso, os campos induzidos no nosso corpo, causam fatores de desequilíbrio que explicam os vários tipos de sintomas e perturbações.  E donde surgem estes campos elétricos que fazem elevar nossa Voltagem Corporal?    Na maioria das vezes, eles são induzidos pelas cablagens elétricas que correm dentro das paredes, das nossas casas ou escritórios, ou muitas vezes pelos fios das extensões dos aparelhos que temos à nossa volta. Outra fonte destes campos, pode ser das cablagens no chão, ou no teto do vizinho de baixo, ou podem ser gerados por linhas de distribuição elétrica que passam perto da casa, linhas de alta tensão, linhas de elétricos ou comboios, tranformadores de potência ou sub-estações de distribuição, antenas de telemóveis e outras fontes diversas.

PESQUISAS ESTÃO LIGANDO AUTISMO A CAMPOS ELÉTRICOS E ELECTROMAGNÉTICOS, afirma o Dr. Dietrich Klinghardt, MD, PhD da Academia Neurobiologica de Klinghardt, Sussex UK..  Veja mais em: http://www.klinghardtacademy.com/

Traduzir Esta Página